O Mestrado

A ciber-segurança é um tópico que tem vindo a merecer uma atenção crescente por parte dos meios de comunicação social. É cada vez mais notório o espaço público informativo que dá nota de incidentes e ataques de segurança informática em diversas organizações. Face à constante evolução da tecnologia e ao crescente grau de sofisticação destes ataques, cabe às Universidades, como entidades geradoras de conhecimento, participar na criação das respostas que a sociedade necessita para enfrentar e lidar com estes desafios.

O Mestrado em Segurança informática (MSI) constitui, por isso, um espaço privilegiado para a transferência de conhecimento para a sociedade civil. Num contexto de aprendizagem de índole muito prática, o aluno irá aprender a usar e integrar ferramentas avançadas de segurança para projetar sistemas e redes complexas que sejam capazes de resistir a ameaças concretas. Isto requer uma ampla gama de conhecimentos e capacidades tecnológicas que, aliados a boas práticas e princípios de segurança sólidos, permitem aos graduados do curso projetar e consolidar de forma efetiva a segurança informática das instituições que integrem ou venham a integrar.



Objetivos

O Mestrado em Segurança Informática visa a formação avançada e de qualidade de profissionais e investigadores. Procura-se melhorar os conhecimentos técnicos de segurança informática dos licenciados que pretendam de imediato uma carreira profissional e, simultaneamente, cimentar os conceitos teóricos daqueles que queiram prosseguir uma formação académica. Espera-se que no fim deste ciclo de estudos os estudantes tenham adquirido:

  • Conhecimentos aprofundados na área científica de Segurança Informática, com recurso à atividade de investigação, de inovação ou de aprofundamento de competências profissionais;
  • Capacidade de compreensão e de resolução de problemas em situações novas ou em contextos alargados, para o exercício de uma atividade profissional especializada ou para a prática da investigação;
  • Capacidade de integrar conhecimentos, desenvolver soluções ou emitir juízo em situações de informação limitada ou incompleta, refletindo sobre as implicações e responsabilidades éticas e sociais que daí resultem;
  • Capacidade de comunicar conhecimentos, conclusões e raciocínios subjacentes de uma forma clara e correta a especialistas e não especialistas;
  • Competências que lhes permitam uma aprendizagem autónoma ao longo da vida.

Destinatários

Serão admitidos para candidatura ao Mestrado em Segurança Informática os licenciados em Ciência de Computadores, Informática, Engenharia Informática, Ciências da Computação, Matemática ou áreas afins. Poderão ainda ser admitidos outros licenciados, desde que o respetivo currículo demonstre uma adequada preparação científica de base.


Saídas Profissionais

Os Mestres em Segurança Informática ficam habilitados a planear e gerir processos complexos de segurança da informação, quer em organizações, quer nos mais variados tipos de empresas. Estão em condições de assumir a gestão da segurança de sistemas informáticos envolvendo bases de dados, administração de sistemas e redes de comunicações, desenvolvimento web, aplicações móveis, desmaterialização de processos de negócio e preservação digital segura. Estas capacidades podem ser aplicadas ao nível de especialização numa área ou de consultoria geral sobre os sistemas, abarcando por isso diferentes perfis de empresas, institutos e organismos públicos. A prossecução de investigação na área é também uma possibilidade, onde se tirará partido da articulação existente entre este curso e o recém criado Centro de Competências em Privacidade e Segurança da UP (C3P).